segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Sobre o amor

Kátia era vizinha... Meininha de bochechas rosadas e cabelinho liso, com franjinha. Eu a via e as minhas bochechas se incendiavam. Sorria, com os dentes da frente faltando. Era minha namoradinha, embora ela não soubesse. Vê-la passar pra ir pra escola era a minha felicidade. Comprava bombons que mandava minha prima entregar a ela, com cartinhas. Mais tarde vim a saber que minha prima os comia, e rasgava as cartas. Essa história durou anos e anos.
Lembro-me uma vez que, em uma festinha de aniversário de um amigo ela sentou perto de mim na mesa. Eu criei coragem e pegeuei em sua mão por baixo da mesa, suas bochechas instantaneamente ficaram ainda mais coradas. Apertei um pouquinho a mão, já sentia o sangue faltar no meu corpo, estava todo em minhas bochechas. Esse foi nosso contato mais íntimo, em anos de convivência. Logo ela entrou no ginásio, conheceu o namorado, hoje seu atual marido.
Kátia sintetiza minha relação com o amor, que sempre fica comigo. Acho que por ser carente, desde pequeno, meu amor assusta as pessoas, e tenho que guardá-lo comigo. Muitas Kátias vieram, em diferentes épocas, com alguns beijos em vez de apertos de mão, mas o final sempre o mesmo... O menino tímido acaba sozinho, em um canto, no fim da festa.

11 comentários:

Stirn disse...

Mano, parabéns, bonita história. Após anos sabendo o que é isso, gastando meu rico dinheirinho com presentes furados que não surtiam efeito e ficando num canto no fim de festa, estou estreiando neste espaço que me foi confiado, de maneira inaugural, o "Manual de um tímido para tímidos" [sem ter q apelar para o famoso Pedala Robinho, gritando 'Vai, gruda, caráleo..!' nakele seu amigo +lerdo q você].
Eis a primeira lição: o canto pode ser o seu melhor amigo..
- "Ah, eu gosto de cantar..."
- "Sério?! Eu também adoro canto...
[silêncio de 3 segundos] Vâmo pr'akele ali?!....*

[apontando sério para o horizonte]

*[funcionou comigo no sábado, em Amparo City, durante o set do Alex Gaudino e rrrecomendooo... iuhúú]

Uni-vos em prol de envorvê as Kátias.. e boa semana de treino @8^P

João V!ctor disse...

Já diria nossa outra amiga Kátia, a cega:

Não está sendo fácil!

Mas uma hora alguma Kátia enxerga a gente do jeito que a gente é, e aí a gente mostra todo o amor que temos sem ter a nóia de ser correspondido ou não.


*abraço apertado*

=*

Anônimo disse...

Sempre sou o menino tímido no canto sozinho no fim da festa haha
Eu sinto que uma Kátia, que ñ é cega, vai te ver e te enxergar como vc realmente é. E vc vai passar madrugadas em claro conversando com a Kátia no msn hahaha
Tchadoro, Charlie *-*

bju do Txuby =*

b disse...

Menino!
Quem exercita a CORAGEM de expressar se, não é sòzinho não.
Tem a si mesmo - coisa rara!
Qto à Guadalupe, fala com ela, ora!
Vai no google e pesquisa "santuário de nossa senhora de guadalupe". Leia a história , conheça o inusitado da mesma e fala com ela.
Quero notícia depois.

Erikinha disse...

Eu também sou carente desde sempre...e tenho certeza que meu amor assusta as pessoas...mas sei que quando menos esperar alguém mais carente q nós invadirá nossas vidas...trazendo o amor q merecemos
Você é especial demais!

Fravea disse...

eu sempre ficava com a vassoura.

samiemaybe disse...

suuuper me identifiquei!! mas me acabei d rir foi com sua prima!! faz o tipo gorda egoísta hein?? hahah adoouro

Marcel disse...

Gente, num me apresenta essa Katia se não eu banco o Marcel!
AUHAHUAHUAHUAHU
Bju amorzinho
P.s - Sai comigo no findi?

Melissa Mell disse...

Gente, que mágoa da sua prima!;D
Ok, que bom que eu não fui só eu que lembrou da Kátia-cega!

Meu bem , NUUUUNCAAAA que vc nasceu para ficar de canto: nem que você queira passa despercebido.

Beijos e que você encontre a Rosana, que te faça como uma Deusa!

Cláudio disse...

"O menino tímido acaba sozinho, em um canto, no fim da festa." Vai ser meu profile. Já roubei, já! Vê lá depois!

raull disse...

odeio quando meus olhos ficam cheios de lágrimas. engolir o choro dói.

liu.
... s2