terça-feira, 8 de março de 2011

Através do Universo

Estou aqui agora, no quarto onde passei uma boa parte da minha vida, quase a metade dela pra ser mais exato. Aqui eu tive sonhos e pesadelos, vivi experiências boas e traumáticas. Experimentei o prazer, a dor e a violência. Tudo entre essas quatro paredes que de azuis, na minha infância, agora são amarelas com um ou outro pernilongo esmagado contrastando com a cor que se esvai com o tempo.
Mais uma vez me deito  nesse meu berço, em um período crucial onde se inicia um novo ciclo, uma nova etapa. Tenho a sensação de que precisava estar aqui. Precisava estar nesse meu berço de tantas coisas para que pudesse me lembrar  que, aconteça o que acontecer, é preciso continuar. É preciso seguir em frete, com afinco, fazendo de cada pedra um degrau, cada tropeço um impulso à frente, sem se esquecer que sempre, ladeando a estrada, há os amigos a quem posso recorrer!
Saindo desse quarto, o mundo me espera lá fora. O sol a brilhar no céu azul, tudo muito lindo, assim como eu. Sendo assim, dear Charlie, won’t  you come out to play?
Dear Charlie, greet the brand new Day!

Um comentário:

Ron disse...

The sun is up, the sky is blue, it's beautiful, and so are you. <3